???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/1696
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: ESCOLAS, DESIGUALDADES E DIVERSIDADES: DIÁLOGOS ENTRE A DIMENSÃO SUBJETIVA DOS DIREITOS HUMANOS E A EDUCAÇÃO
Other Titles: Schools inequalities and divessities: dialogues between the human rights subjective dimension and education
???metadata.dc.creator???: Dutra, Rafael Campos de Oliveira
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Fischmann, Roseli
???metadata.dc.contributor.referee1???: Souza, Roger Marchesini de Quadros
???metadata.dc.contributor.referee2???: Cunha, Magali do Nascimento
???metadata.dc.description.resumo???: Esta pesquisa, a partir do encontro da Psicologia com a Educação, tem como objetivos investigar a dimensão subjetiva dos Direitos Humanos e construir diálogos entre os Direitos Humanos e a Educação escolar. Para tanto, utiliza como referencial teórico a Psicologia Sócio-Histórica, estudando uma de suas categorias de análise: a dimensão subjetiva da realidade. A investigação da dimensão subjetiva dos Direitos Humanos se dá por meio da metodologia dos Núcleos de Significação de Aguiar e Ozella (2006), utilizada para analisar cinco depoimentos presentes no livro “Direitos Humanos no cotidiano” (1998), organizado por Roseli Fischmann. Nessa análise identifica-se um movimento que é dialeticamente constituído e constitutivo da dimensão subjetiva dos Direitos Humanos, um movimento que parte do fato de que os Direitos Humanos nascem da constatação das violências e das injustiças presentes na sociedade, somados ao desejo de combatê-las. Para tanto, o processo de conscientização dessas violências sofridas, bem como de que tais violências são um fenômeno social que afeta muitas pessoas, somados a construção do desejo de mudança e das diferentes expressões de ações transformadoras constituem a dimensão subjetiva dos Direitos Humanos. Quanto aos diálogos entre os Direitos Humanos e a Educação, eles foram organizados em três eixos: o primeiro sobre o como o modelo tradicional de educação faz com que a escola seja uma instituição que viola os Direitos Humanos, o segundo que mostra como uma Educação em Direitos Humanos contribui para a construção de um novo modelo de escola e o terceiro que afirma a posição estratégica das escolas para a consolidação dos Direitos Humanos na sociedade. Com isso, foi possível contribuir para a perspectiva crítica frente ao modelo tradicional de educação, reafirmar a Educação em Direitos Humanos como uma proposta de saída e, ainda, apresentar o inédito trabalho de fazer um estudo inicial sobre a dimensão subjetiva dos Direitos Humanos, somando assim, voz e esforços na construção de um novo modelo de Educação para um novo modelo de sociedade, mais justa e mais igualitária, em que a diversidade não seja mais a marca da desigualdade, uma sociedade que combata as diferentes expressões da violência e que estabeleça suas relações a partir de outros paradigmas
Abstract: This research, departing from the meeting of Psychology and Education, aims to investigate the subjective dimension of the Human Rights and to build a dialogue in between the Human Rights and school education. On this purpose, it resorts the theoretical basis of the Social-Historical Psychology, in order to study one of its categories of analysis: the subjective dimension of reality. In order to investigate the subjective dimension of the Human Rights, it is used the methodology of the core of the meaning from Aguiar and Ozella (2006) to analyse five testimonials which are present in the book “Human Rights in daily life” (1998), organized by Roseli Fischmann. In this analysis it is identified a dialectical movement that is constituted and constitutive of the subjective dimension of the Human Rights, a movement based on the fact that Human Rights are born from the observation of the violence and the injustices present in our society, added to the willing to fight them. Therefore, the awareness process of those lived violence, as well as that violence is a social phenomenon that affects many people, in addition to setting of the willing for change and the different expressions of transformative actions constitute of the subjective dimension of the Human Rights. As for the dialogues between Human Rights and Education, they were organized in three axes: the first is on how the traditional education model makes the school one institution that violates Human Rights, the second shows how Human Rights education contributes to the construction of a new model of school, and the third affirms the strategic position of schools for consolidation of the Human Rights for society. Thereby, it was possible to contribute with the critical perspective over the traditional model of education, to reaffirm Human Right’s education as an alternative and, still, to show the unprecedented work of doing an initial study about the subjective dimension of the Human Rights, adding to it, voice and efforts on the construction of a new model of education for a new model of society, more fair and more equal, in which diversity is not the brand of inequality, a society that fights all kind of violence and that establish its relations from others paradigms.
Keywords: Educação; Direitos Humanos; Psicologia e Educação; Educação em Direitos Humanos; Dimensão Subjetiva da Realidade; Dimensão Subjetiva dos Direitos Humanos; Escolas, desigualdades e diversidades
Education; Human Rights; Psychology and Education; Human Rights Education; Subjective Dimension of reality; Subjective dimension of Human Rights; School, inequality and diversity.
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Metodista de Sao Paulo
???metadata.dc.publisher.initials???: IMS
???metadata.dc.publisher.department???: Educacao:Programa de Pos Graduacao em Educacao
???metadata.dc.publisher.program???: Educacao
Citation: Fischmann , Roseli. ESCOLAS, DESIGUALDADES E DIVERSIDADES: DIÁLOGOS ENTRE A DIMENSÃO SUBJETIVA DOS DIREITOS HUMANOS E A EDUCAÇÃO. 2017. 111 folhas. Dissertação( Educacao) - Universidade Metodista de Sao Paulo, São Bernardo do Campo .
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/1696
Issue Date: 21-Jun-2017
Appears in Collections:Programa de Pos Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RafaelCamposDutra.pdfBIBLIOTECA DIGITAL DE TESES E DISSERTACOES - TEXTO COMPLETO1.17 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.