???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/1593
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: HISTÓRIA E MEMÓRIAS DE UMA ESCOLA MARANHENSE: COLÉGIO SANTA TERESA
Other Titles: History and memories of a school in Maranhão: Santa Teresa college
???metadata.dc.creator???: SOUSA, ANDREA FERNANDES DE
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Demartini, Zeila de Brito Fabri
???metadata.dc.contributor.referee1???: Antuniassi, Maria Helena Rocha
???metadata.dc.contributor.referee2???: Josgrilberg, Rui de Sousa
???metadata.dc.description.resumo???: Esta pesquisa pretende reconstruir a história e as memórias da experiência educacional popular, que ocorreu no final da década dos anos de 1970, em um pequeno povoado maranhense, denominado Santa Teresa do Paruá, hoje, Presidente Médici. Nesta pequena vila de agricultores, movida pelos ideais comunitários, foi construído o Colégio Santa Teresa – protagonizando o nascimento de uma educação popular de qualidade. Acrescenta-se, ainda, recorrer às memórias, para saber quais os efeitos e contribuições da presença da Pedagogia Lassalista no colégio. O objetivo é registrar e documentar as impressões e vivências dos moradores sobre esse movimento, a fim de que possam, a partir das lembranças e memórias evocadas, contar como esse modelo educacional influenciou suas vidas. O estudo abordará, também, outras questões tais como: por que uma comunidade, de maioria analfabeta, em tempos tão difíceis, que vivia essencialmente da atividade agrícola familiar, se entusiasmara tanto pela educação formal, ao ponto de construir comunitariamente o Colégio Santa Teresa? Encontrei em escritos de Pinto (2003) e Demartini (1998), um caminho de reflexão e algumas respostas para tal questionamento. Por que o Colégio Santa Teresa não conseguiu se sobressair em meio às disputas político-partidárias, travadas logo após a emancipação política da cidade? Por que a comunidade não conseguiu preservar e estimular o espírito comunitário, que possibilitou uma pequena vila, em tempos difíceis, criar uma educação popular de qualidade? Para tanto, se fundamenta nas discussões de Fernandes (1972) e Bauman (2003) que buscam explicar o comportamento de algumas comunidades quando são submetidas ao processo de urbanização e integração nacional. Para desenvolver este estudo, fez-se uso de pesquisa bibliográfica e a metodologia de História Oral (com o uso de entrevistas, ouvindo e analisando dados de pessoas que de alguma forma, vivenciaram sobre o tema desta pesquisa).
Abstract: This research intends to reconstruct the history and the memories of the popular educational experiences, which occurred in the end of the 70´s decade, in a small populated village in Maranhão State, called Santa Teresa do Paruá, today, Presidente Médici. In this small agricultural village, with common values, where Colégio Santa Teresa was built – bringing about the origin of a popular quality education. In addition, falling back on memories to know what effects and contributions are in the presence of the Lassalian Pedagogy in the school. The aim is to register and document the impressions and the experiences of the local residents about this movement, in order to, onward memories, narrate how this educational model had influenced in their lives. The study will also deal with other questions such as: Why does a community, mostly illiterate, in tough times that essentially lived through the familiar agricultural activity, has enthused so much for the formal education, to the point of building communally Colégio Santa Teresa? It was found in the writings of Pinto (2003) and Demartini (1998), a reflection and some answers for these following questions. Why couldn´t Colégio Santa Teresa stand out from the political-party, soon after the political emancipation of the city? Why couldn´t the community preserve and encourage the community spirit, which enabled a small village, in tough times, create a popular quality education? For this purpose, based on the discussions of Fernandes (1972) and Bauman (2003) that aim at explaining the behavior of some communities when they are exposed in a process of urbanization and national integration. This study is developed through the bibliographic research and the Oral History methodology (through the use of interviews, listening to and analyzing the data of people that somehow, experienced this research subject).
Keywords: Colégio Santa Teresa; História e Memória; Comunidade; Pedagogia Lassalista
Colégio Santa Teresa; History and Memory; Community; Lassalian Pedagogy
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Metodista de Sao Paulo
???metadata.dc.publisher.initials???: IMS
???metadata.dc.publisher.department???: Educacao:Programa de Pos Graduacao em Educacao
???metadata.dc.publisher.program???: Educacao
Citation: SOUSA, ANDREA FERNANDES DE. HISTÓRIA E MEMÓRIAS DE UMA ESCOLA MARANHENSE: COLÉGIO SANTA TERESA. 2016. [196f]. Dissertação( Educacao) - Universidade Metodista de Sao Paulo, [São Bernardo do Campo] .
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/1593
Issue Date: 21-Sep-2016
Appears in Collections:Programa de Pos Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AndreaFSousa2.pdfBIBLIOTECA DIGITAL DE TESES E DISSERTAÇÕES - TEXTO COMPLETO2.77 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.