???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/1382
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: VIOLÊNCIA PSICOLÓGICA CONJUGAL EM UNIVERSITÁRIOS: ESTUDO DE FATORES DE RISCO
???metadata.dc.creator???: Sacramento, Lívia de Tartari e 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Rezende, Manuel Morgado
???metadata.dc.contributor.referee1???: Mello, Anna Cristina Cardoso de
???metadata.dc.contributor.referee2???: Heleno, Maria Geralda Viana
???metadata.dc.description.resumo???: A pesquisa aborda a violência psicológica tal como é definida pela Organização Mundial de Saúde (KRUG, 2002) Usamos também a definição de violência psicológica utilizada por Straus e Sweet (1992). Nosso objetivo geral foi identificar a ocorrência de violência psicológica conjugal entre estudantes universitários, e a correlação desta com fatores de risco. E os específicos foram verificar sua correlação com a auto-estima, a ingestão de álcool, a faixa etária, o número de filhos e o rendimento familiar dos participantes. Tivemos respondentes de ambos os gêneros, casados ou em união estável, com idades entre 16 e 60 anos e alunos da Universidade Metodista de São Paulo. A pesquisa de campo foi realizada na Universidade Metodista de São Paulo e abordou universitários da graduação, graduação tecnológica e cursos seqüenciais. Esta pesquisa é uma pesquisa descritiva e sua amostragem foi não-probabilística de conveniência, responderam ao instrumento 246 pessoas, que foram escolhidas com base nos critérios de inclusão e na sua disponibilidade imediata para responder à pesquisa. Obtivemos mais respondentes do gênero feminino (145) do que do masculino (100). O instrumento foi composto por: Escala de Táticas de Conflito (CTS1), Escala de Auto-Estima e Autoconceito de Rosenberg e um Questionário Sócio-demográfico Adaptado. A CTS 1 foi usada para medir a violência familiar, a escala de auto-estima foi usada para verificar a atitude positiva ou negativa das pessoas e o questionário foi usado para complementar dados sobre a história pessoal e conjugal dos respondentes. Foram analisados 246 instrumentos através do Estatístico SPSS 13,0 for Windows. Os resultados demonstraram que aproximadamente 30% das pessoas de ambos os gêneros e da amostra total apresentaram alto grau de violência psicológica. Verificamos que existe uma tendência de que quanto menor a auto-estima dos respondentes maior o grau de violência psicológica. Constatamos também a inexistência de correlação linear entre violência psicológica, costume de ingerir bebida alcoólica e quantidade de bebida alcoólica ingerida pelos respondentes. Este dado não é corroborado pela literatura pesquisada. Portanto, percebemos que o álcool em si diz pouco enquanto fator de risco para a ocorrência da violência psicológica. Sua articulação merece ser mais investigada e melhor delineada por meio da busca de conhecimentos e práticas que contribuam para a saúde da população. Concluímos que a violência psicológica conjugal muitas vezes é banalizada e tida como natural
Abstract: This study broaches on violence as defined by the World Health Organization (KRUG, 2002). We also use the Straus and Sweet (1992) definition of Psychological Violence. Our general goal was to identify the occurrence of matrimonial psychological violence among University students and correlation to risk factors. The specific goals were to verify any correlation between this and participants self-esteem, alcohol intake, age group, number of children and family income. Respondents could be of either genre, should be married or in a stable union, be aged between 16 and 60, as well as being students at Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). The field research was conducted at UMESP and included students from undergraduate courses as well as other higher education courses. This is a descriptive research with a non-probability sample, determined by convenience. The instrument was answered by 246 people, chosen based on the sample inclusion criteria, all of whom had immediate availability to answer the instrument. Among the respondents, there were more women (145) than men (100). The instrument was composed of Conflict Tactic Scale Form R (CTS1), Rosenberg s Self-Esteem and Self-Concept Scale as well as an Adapted Social-Demographic Questionnaire. CTS1 was used to measure family violence, the Self-Esteem Scale verified people s positive or negative attitude towards themselves, while the questionnaire supplied supplementary data on personal and matrimonial information of respondents. 246 instruments were analyzed through the Statistical Treatment SPSS 13 for Windows. The results showed that approximately 30% of the respondents of both genres and the entire sample had a high level of psychological violence. We verified a tendency: the lower the self-esteem, the higher the level of psychological violence. We also found evidence that there is no linear correlation between this factor and the habit of alcohol intake or the quantity of alcohol consumed by respondents. This data is not corroborated by the researched literature, therefore, we found that alcohol in itself says little as a risk factor for the occurrence of psychological violence. Its articulation merits further planning and investigation by means of knowledge and actions which will contribute to the health of the population. We concluded that marital psychological violence is many times seen as trivial and made commonplace.
Keywords: violência psicológica
violência conjugal
violência psicológica conjugal
violência e auto-estima
violência e uso de álcool
psychological violence
marital violence
marital psychological violence
violence and self-esteem
violence and alcohol intake
Estudantes universitários - Violência(Psicologia)
Estudantes universitários - Violência conjugal
Violência e álcool
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Universidade Metodista de São Paulo
???metadata.dc.publisher.initials???: UMESP
???metadata.dc.publisher.department???: Psicologia da saúde
???metadata.dc.publisher.program???: PÓS GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA
Citation: SACRAMENTO, Lívia de Tartari e. VIOLÊNCIA PSICOLÓGICA CONJUGAL EM UNIVERSITÁRIOS: ESTUDO DE FATORES DE RISCO. 2007. 137 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia da saúde) - Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2007.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/1382
Issue Date: 13-Mar-2007
Appears in Collections:Programa de Pos Graduação em Psicologia da Saude

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LIVIA DE TARTARI E SACRAMENTO.pdf628.91 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.