???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/1372
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Vicissitudes e Semelhanças nas Práticas de Capelães e Psicólogos hospitalares junto às pessoas em situações de perda por morte
Other Titles: Vicissitudes and Similarities in the Practices of Hospital Psychologists and Chaplains with people in situations of loss by death
???metadata.dc.creator???: Oliveira, Rosane Silva de 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Heleno, Maria Geralda Viana
???metadata.dc.contributor.referee1???: Zacharias, José Jorge de Morais
???metadata.dc.contributor.referee2???: Vizzotto, Marília Martins
???metadata.dc.description.resumo???: Este trabalho traz como tema central às práticas de capelães e psicólogos hospitalares junto às pessoas em situação de perda por morte. Os objetivos desse trabalho foi compreender os processos de acolhimento, cuidado e aconselhamento que são realizados por psicólogos e capelães nas situações de luto; e investigar as semelhanças e diferenças nas práticas de acolhimento, cuidado e aconselhamento entre esses profissionais nas situações de luto por morte. Foram sujeitos desta pesquisa 1 Capelã protestante, 1 Capelão Padre Camiliano, e 2 Psicólogas, que trabalhavam com acolhimento, cuidado, aconselhamento pastoral e psicológico em hospitais. O método de investigação qualitativo utilizado nesta pesquisa foi a Grounded Teory , que categoriza dados e cuja interpretação é realizada considerando todo o conteúdo verbal, respeitando-se cada palavra dada pelo sujeito. A Capelã foi entrevistada em sua sala de atendimento na universidade onde trabalha e os demais sujeitos foram entrevistados nas próprias dependências dos hospitais, ocasião em que solicitamos que falassem sobre suas práticas de trabalho no contexto hospitalar. Pelos resultados obtidos foi possível verificar que existe ainda hoje uma dificuldade para lidar com o termo morte e para definir o conceito de morte, tanto no âmbito religioso, como no psicológico. Existe uma cultura muito forte, que cerca as relações humanas e que dificulta a nossa compreensão e que nos impede de mencionar a palavra morte. Foi possível identificar divergências na prática diária tanto dos capelães, quanto das psicólogas, em relação aos seus Métodos e Técnicas, pois eles se confundem na hora do acolhimento, do aconselhamento, do apoio dado às pessoas que estão passando pela perda por morte. Tanto os capelães, como as psicólogas disseram que a espiritualidade é um recurso utilizado para o enfrentamento dessa perda por morte e as sugestões e sentimentos dos entrevistados em relação as suas práticas foram que os profissionais necessitam de um espaço de expressão, para o desenvolvimento de um trabalho integrado, para um suporte aos cuidadores, para a necessidade de se desmistificar o trabalho do capelão e da necessidade do trabalho das psicólogas se estender aos funcionários do hospital. Concluímos que através da pesquisa realizada apresenta-se confusão nos papéis ou funções entre Capelão e Psicólogo. Esta confusão coloca em dúvida a própria profissão, atuação ou técnicas de intervenção. Isto sugere que há necessidade, na formação destes profissionais, de esclarecimentos ou conhecimentos sobre sua atuação diante da perda por morte
Abstract: The central theme of this thesis addresses the practices of hospital psychologists and chaplains in loss by death situations. The thesis purpose is to understand the processes of receiving, caring for and advising carried out by psychologists and chaplains in situations of death; and investigating the similarities and differences between these professionals in their methods of receiving, caring for, and advising in situations of loss by death. The research subjects included 1 Protestant Chaplain, 1 Chaplain Priest of St. Camillo, and 2 psychologists, all of whom work with pastoral care and psychological assistance in hospitals. The qualitative method of investigation used in this research is the Grounded Theory (PIRES 2001) whose data categorization and interpretation considers all verbal content, respecting each word spoken by the subject. The chaplain was interviewed in her office at the university where she works and the other subjects were interviewed in the hospital itself, on which occasion we asked them to speak about their working methods in the hospital setting. Through the results obtained it was possible to verify that there still today is difficulty in dealing with the term death and in defining the concept of death, both in the religious and psychological realm. There is a very strong culture, which surrounds human relations and makes our understanding more difficult, impeding us from mentioning the word death. It was possible to identify divergences in the daily practices of both chaplains and psychologists with respect to the Methods and Techniques, as these become confused at moment of receiving, advising, and giving support to persons that are confronting loss by death. Both chaplains and psychologists said that spirituality is a resource used to confront this loss by death and the suggestions and feelings of those interviewed in relation to their practices was that the professionals need space of expression in order for the their work to become fully integrated, need to provide support to the caregivers, and need to demystify the chaplain s work and the need for the work of the psychologists to be extended to hospital employees. We concluded that through the research carried out there is confusion in the roles or functions between the Chaplain and Psychologist. This confusion puts into question the very professional, role, or techniques of intervention. This suggests that there is a need in the education of these professionals for clarification of information regarding their role when faced with loss by death.
Keywords: Perda
Morte
Atuação do Psicólogo (Hospitais)
Tabu
Loss
Death
Role of the Psychologist (Hospitals)
Taboo
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Universidade Metodista de São Paulo
???metadata.dc.publisher.initials???: UMESP
???metadata.dc.publisher.department???: Psicologia da saúde
???metadata.dc.publisher.program???: PÓS GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA
Citation: OLIVEIRA, Rosane Silva de. Vicissitudes and Similarities in the Practices of Hospital Psychologists and Chaplains with people in situations of loss by death. 2006. 106 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia da saúde) - Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2006.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/1372
Issue Date: 27-Oct-2006
Appears in Collections:Programa de Pos Graduação em Psicologia da Saude

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ROSANE SILVA DE OLIVEIRA.pdf251.4 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.