???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/1171
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: SINDICATO DOS PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO: COMO VAI O MOVIMENTO NA ERA NEOLIBERAL?
???metadata.dc.creator???: Nascimento, Cleusa de Jesus do 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Saes, Decio Azevedo Marques de
???metadata.dc.contributor.referee1???: Trindade, Antonio Alberto
???metadata.dc.contributor.referee2???: Fischmann, Roseli
???metadata.dc.description.resumo???: O estudo sociopolítico aqui contido analisa a ausência da participação dos professores do ensino público da rede estadual de São Paulo nos movimentos sindicais, a partir da década de 2000. À desvalorização da carreira e os baixos salários continuam sendo queixas semelhantes ao passado; o que difere é que não há mais movimento como no passado. Para pesquisar tal inércia partimos da observação da participação dos professores nos movimentos sindicais a partir de 1980 até 2009 e dividimos em dois períodos: o primeiro período, que vai de 1980 a 1989 e 1990 a 1999, (porque neles, ocorreram as maiores movimentações da categoria), e um segundo período que vai de 2000 a 2009 (onde se observa claramente o declínio de tais movimentos). O objetivo dessa pesquisa é responder por que o professor atualmente não participa mais dos movimentos sindicais e o que provoca a ausência dos professores nos movimentos da categoria. Faremos a pesquisa com duas gerações de professores distintas: uma geração que vivenciou os movimentos da categoria nas décadas de 1980 e 1990, e que ainda está ativa na rede pública, e outra geração de jovens professores que ingressaram a partir de 2000. A hipótese aqui levantada é a de que as diferenças da origem de classe social dos professores, a formação política e a formação universitária dentro dos moldes neoliberais e a política neoliberal adotada para a educação pública do Estado de São Paulo, foram os fatores que influenciaram o nível de participação dos docentes em movimentos sindicais, gerando diferenças de comportamento reivindicatório entre as gerações. A pesquisa não tem por objetivo a análise das entidades sindicais e sim do pensamento e sentimento dos elementos que compõem esses sindicatos e formam a alma dos movimentos: os professores.
Abstract: The sociopolitical study from there present, analyzes the absence of participation of teachers from public school, in São Paulo, Brazil, in trade union movements, since the decade of 2000. The career s devaluation and low salaries remain been complaints similar to the past; the difference is that there is no more movement as in the past. To find such inertia we start the observation of teachers participation in trade union movements from 1980 until 2009, dividing in two periods: the first one, from 1980 to 1989 and 1990 to 1999, (because in them, occur the largest category s movements), and the second period from 2000 to 2009 (where there is a clear decline of such movements).The second period since 2000 to 2009 (where we can observe clearly, the decline of movements).The aim of this research is an answer that explain why teachers, nowadays, don t participate of syndical movements and cause the absence of teachers in movements of category. We will do the research with two generations of different teachers that have ingressed since 2000. The hypothesis studied the differences of the origin of social group of teachers, their political formation and their university formation inside the neoliberal pattern and neoliberal politics adopted in basic public schools in São Paulo, were the way that influenced the level of participation of the teachers in syndical movements, causing differences of revendicate behaviour among the generations. This research doesn t aim to analyze the syndicates, but the thinking and feeling of elements that form these syndicates and form the soul of thinking and feeling of movements that form the teachers.
Keywords: professores
movimento sindical
neoliberalismo
teachers, sindical movement, neoliberalism,
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Universidade Metodista de São Paulo
???metadata.dc.publisher.initials???: UMESP
???metadata.dc.publisher.department???: Educação
???metadata.dc.publisher.program???: PÓS GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO
Citation: NASCIMENTO, Cleusa de Jesus do. SINDICATO DOS PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO: COMO VAI O MOVIMENTO NA ERA NEOLIBERAL? . 2010. 180 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2010.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/1171
Issue Date: 15-Sep-2010
Appears in Collections:Programa de Pos Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cleusa de Jesus do Nascimento.pdf1.24 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.